quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

A razão como ídolo

Depois do período da razão o homem tem perdido muito a capacidade de olhar a realidade de outras formas. A razão não é a única ferramenta do homem no qual ele pode garantir a veracidade do conhecimento. Mas, o interessante é que hoje a razão se tornou um ídolo moderno, ela faz com que as pessoas considerem que a priori o que não vier pela via da razão esta fadado a invencionice e a mitologização, desconsideram a poderosa linguagem da mítica como forma de explicar ou entender a realidade e, principalmente, a ação do Espírito que revela. A revelação ficou tão presa ao poder estatal da igreja que perdeu o sentido esperar por meio dela o entendimento do Espírito do evangelho. Mas o Espírito é vida e verdade, Ele nos leva a caminhar num mar de paz, essa paz não é a inexistência de questões e nem tão pouco a desconsideração das questões pertinentes a vida humana, pelo contrario, é paz em meio das intepéries, é o caminhar no meio do "vale da sombra da morte" guiados pela mão protetora. Antes de mais nada, hoje em dia é mais conveniente ser racionalista, pois eu posso pensar o que quiser e ninguém pode questionar. Deixe-se levar pelo Espírito e descobrirás que o conhecimento é sim um lugar de confronto. A realidade se faz no escutar a pluraridade.

Nenhum comentário: