domingo, 13 de abril de 2008

“Deus... não age com parcialidade nem aceita suborno.” Deuteronômio


“O obstinado é alguém que aspira se sobressair, ser diferente. Um obstinado está comprometido com a essência - completa e inequivocadamente. Suas raízes de dedicação resultam em ricos frutos de determinação, excelência e conquistas. Estabelecendo altos ideais, os obstinados se dirigem diretamente para o alvo, absortos na paixão pela qualidade – conseguida a quase qualquer preço”. (Helen Keller)

De acordo com a autora dessa definição de obstinado, obstinação é uma qualidade, algo a ser buscado. No texto bíblico em questão Deus, “que não age com parcialidade nem aceita suborno”, chama a atenção do povo hebreu para que “sejam fiéis, de coração, à sua aliança; e deixem de ser obstinados” (Dt. 10:16).

Pensando nessas categorias, aquele que coloca um alvo a ser seguido pode, por conta do seu desejo e da busca de frutos daquilo que planejou, se relacionar com Deus de forma a buscar aprovação para seus propósitos pessoais. A relação religiosa, dos outros grupos culturais não hebreus com seus deuses, mostra como podemos construir relações de suborno e parcialidade, um deus animista que age de acordo com nossa vontade. A própria noção de toma lá da cá que é a prática mais comum dentro dos grupos evangélicos é uma amostra dessa relação com uma divindade pagã, quando através de nossas reuniões, cultos, louvores e até “chamado” (quando esse nos coloca num patamar de nos acharmos mais elevados de que outros) é uma relação animista, de busca de uma realização pessoal ou de projetos pessoais, colocando a divindade a nosso favor dos nossos projetos.

Não há possibilidades de manipularmos Deus, Ele não é manipulável, podemos até pensar, acreditar, achar que, mas Ele jamais se deixa levar por nossas manipulações e caprichos, ao contrário, o que Ele pede é: “...tema o Senhor, o SEU DEUS, que ande em todos os SEUS CAMINHOS, que ame e que SIRVA AO SENHOR, o seu Deus, de todo o seu coração e de toda a sua alma, e que obedeça aos seus mandamentos e aos decretos do Senhor...”

“Senhor faz-me andar de acordo com Tua vontade, as vezes me sinto tão longe dela, tão perdido, sinto Tua voz ao longe, essa voz me faz aproximar de Ti, pois ela me traz vida e esperança...quero todos os dias de minha vida ouvir essa Tua voz pois, sou ovelha Tua, escolhido por Teu amor, alcançado por Tua graça e quero ser reflexo, não amanhã, quero hoje, ser reflexo desses Teus atributos. Como preciso de Ti Oh amado!

Nenhum comentário: